07/02/2016 iGUi Ecologia 0Comment

Começamos essa semana, com o nosso primeiro diário de bordo!

Neste ano, as equipes já estão formadas e todo mês uma dupla de pesquisadores estarão relatando para vocês como é a realização da microchipagem além de descrever como é o dia-a-dia no único Atol do Atlântico Sul.

Nesta expedição contaremos com dois pesquisadores: Luciano Abel e Karoline Ferreira.

LucianoLuciano é bacharel e licenciado em ciências biológicas e mestre em genética e evolução pela Universidade Federal de São Carlos. Possui aperfeiçoamento internacional na Hand Köll Institut (Alemanha) e na Dalhousie University (Canadá). Atuou profissionalmente no Centro de Biotecnologia Molecular Estrutural e no Instituto de Física de São Carlos/USP. Atualmente trabalha com projetos de extensão universitária, divulgação científica e educação ambiental no Centro de Biologia Marinha (CEBIMar) da USP.

KarolineKaroline é graduada em Ciências Biológicas pelo Centro de Ensino Superior de Juiz de Fora, com experiência em educação ambiental, manejo de animais marinhos e atuou em alimentação de tartarugas marinhas em Ubatuba, SP.
O trabalho com as tartarugas é realizado sempre de noite estendendo-se pela madrugada. No início, até a equipe se adaptar com todo o procedimento, foi difícil, mas conseguimos!
Após a primeira semana de trabalho muitas coisas aconteceram: ideias surgiram, experiências foram trocadas, os animais foram microchipados e, relembrando que, ainda estamos muito no começo na tentativa de ajudar os animais, mas sem dúvida creditamos que estamos no rumo certo.
….e só para lembrar nossa dupla de pesquisadores, Karoline e Luciano, já microchiparam mais de 10 tartarugas após a primeira semana de trabalho no Atol das Rocas!

Convidamos a todos a viajar conosco!