06/03/2016 iGUi Ecologia 0Comment

Durante as últimas décadas, vários esforços têm sido conduzidos ao redor do mundo visando a preservação de espécies de tartarugas marinhas. O trabalho de conscientização vem levando a que mais e mais pessoas deixem de abater as tartarugas por sua carne ou depredar os ninhos em busca dos ovos.

Apesar do sucesso dessas iniciativas, outras atividades antrópicas vêem impactando as populações de tartarugas marinhas, tais como pesca incidental por redes, degradação das áreas naturais de alimentação, veículos automotivos circulando pelas praias, urbanização das áreas de desova etc.

lesão em tartarugaEm áreas costeiras onde há grande circulação de embarcações, são comuns colisões com as tartarugas, provocando ferimentos, usualmente graves – a parte posterior do casco é frequentemente atingida, pois fica exposta e se choca com a hélice do motor quando as tartarugas mergulham para tentar escapar.

De todos os problemas ambientais marinhos atuais, a maior problemática é a poluição por resíduos sólidos (lixo) e químicos. As grandes quantidades de poluentes lançados nos oceanos são levadas pelas correntes e atingem áreas bastante remotas. Na Reserva Biológica do Atol das Rocas não raramente são encontrados diversos materiais de origem humana como garrafas plásticas, calçados, boias e cabos de pesca, entre outros. Deste modo conseguimos imaginar a situação dos oceanos em áreas antrópicas.036

Mas, essa é uma poluição que conseguimos visualizar! Existe uma outra poluição mais perigosa, silenciosa e essa não conseguimos visualizar… chamamos de poluição invisível. São elas: poluição por esgotos e compostos químicos (tanto orgânicos como os inorgânicos).Lixo encontrado no estômago da tartarugalixo encontrado no estômago da tartaruga

São esses
compostos que iremos estudar nas tartarugas marinhas do Atol. Estudaremos contaminação por organoclorados e HPAs, que são compostos orgânicos, estudaremos também contaminação por metais pesados, que são compostos inorgânicos. Esses compostos podem influenciar no declínio populacional, além de causar severas patologias.

O que mais nos entristeceu esse mês foi o fato de aparecer uma tartaruga adulta morta na Rebio e seu estômago estar com lixo.

Deste modo, a equipe BW faz um pedido: cuide do seu lixo, recicle, fiscalize seu município para ter saneamento básico, não jogue seu lixo na rua, se você é fumante não jogue sua bituca de cigarro no chão.

São os pequenos gestos que fazem a diferença!!!