14/05/2015 iGUi Ecologia 0Comment

CURIOSIDADES SOBRE O ATOL DAS ROCAS E DAS TARTARUGAS MARINHAS!

areia Diário de bordo Você sabe como é a areia do Atol das Rocas? A areia de Rocas é do tipo biogênica, ou seja, formada por estruturas de organismos e não diretamente minerais. Os organismos que contribuem para a formação da areia são: algas, corais, esponjas, tubos de poliquetas, moluscos e foraminíferos (protozoários marinhos). As praias de Ubatuba, no litoral norte do Estado de São Paulo por exemplo, são constituídas basicamente pelo mineral sílica.

Você sabia que o ninho tem formato de vaso e possui cerca de 60 cm de profundidade? Em seu interior são depositados em torno de 120 ovos brancos e flexíveis, que lembram bolinhas de pingue-pongue. Durante a postura, é possível verificar contrações musculares do corpo do animal, fazendo com que saiam de 2 a 3 ovos por vez.

A fêmea da tartaruga marinha tem todo cuidado para a escolha do local da desova. Primeiro ela prepara um cama com o auxílio do corpo e das nadadeiras, fazendo um grande buraco na areia. Depois ela cava o ninho cuidadosamente revezando suas nadadeiras posteriores, que são usadas como se fossem pás. Porém, se por algum motivo ela não sentir-se segura ou satisfeita com a localização do ninho, ela deixa tudo para trás e sai em busca de um local mais apropriado. Nossa equipe presenciou isso algumas vezes já. Após aguardarem a fêmea cavar o ninho, ela simplesmente desistiu e saiu para um novo local onde reiniciou todo o trabalho.chuva diário de bordo

Muitas tartarugas microchipadas estão retornando para a realização das desovas e até agora todos os chips estão nos fornecendo os dados corretamente.

A equipe está trabalhando todas as noites… e a chuva não está dando trégua. Nesta expedição estamos contando com a ajuda da Talytha Dias e Carlos Meireles! A BW gostaria de agradecer todo o suporte oferecido a favor das tartarugas marinhas do Atol.