03/02/2016 iGUi Ecologia 0Comment

TarrafoA pesca é a captura da vida selvagem aquática, assim como a caça nos ambientes terrestres. A relação dos homens com a pesca é tão antiga quanto a própria história. Antes mesmo de desenvolver técnicas de criação de animais e agricultura, o homem primitivo tinha a pesca como fonte de alimentos. A princípio, os peixes eram capturados com arpões, no final do paleolítico (mais conhecido como Idade da Pedra Lascada, refere-se ao período da pré-história que aconteceu cerca de 2,5 milhões a.C., quando os antepassados do homem começaram a produzir os primeiros artefatos em pedra lascada) surgiu o anzol e o início do uso da rede é atribuído ao final do neolítico (período da Pedra Polida que vai aproximadamente do décimo milênio a.C., com o início da sedentarização – deixaram de ser nômades – e surgimento da agricultura).

Desde então o homem tem modernizado os petrechos utilizados na Pesca artesanalcaptura, bem como na forma de armazenamento e conservação do pescado. As inovações tecnológicas provocaram um grande aumento na produção pesqueira que passou de quatro para 70 milhões de toneladas de pescado por ano. A produção foi aumentando até 1972 quando teve início uma queda da captura até estabilizar nos 90 milhões de toneladas por ano desde 1900 até os dias de hoje.

Em 2012 (o último ano com dados mundiais publicados) a captura de pescado foi de 91.3 milhões de toneladas e quando somados à produção da aquicultura, a pesca produziu 158 milhões de toneladas no mundo todo. Destes, 136 milhões de toneladas foram utilizadas como alimento para pessoas, possibilitando o acesso a uma fonte de proteína animal de excelente qualidade. Além disso, essa atividade proporciona meios de subsistência e renda para aproximadamente 54,8 milhões de pessoas no mundo todo.