07/06/2017 iGUi Ecologia 0Comment

Semana passada recebemos a notícia de que o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, decidiu retirar o país do Acordo de Paris. A saída dos EUA desse acordo não foi nenhuma surpresa, já que foi uma das promessas de campanha eleitoral dele, mas deixou muita gente preocupada. Essa decisão pode ter sérias consequências pois pode influenciar negativamente a decisão de outros países, dificultando o cumprimento das obrigações previstas e, de maneira geral, sobre a condição climática do planeta, pois o aquecimento global é um fenômeno que já está ocorrendo e que todos os anos perdidos na luta contra esse fenômeno aumentam o risco de provocar efeitos irreversíveis sobre o clima. Mas afinal o que é o Acordo de Paris?

Acordo de Paris foi o primeiro acordo mundial para luta contra mudanças climáticas e o aquecimento global e foi aprovado durante a Convenção-Quadro das Nações Unidas sobre a Mudança do Clima (COPI21 – entenda melhor na entrevista com a Dra. Cristina Bonfiglioli em  http://www.iguiecologia.com/entrevistas/), em dezembro de 2015. O tratado foi assinado pelos líderes de 195 países em Paris e estabelece mecanismos para que todos os países limitem o aumento da temperatura global e fortaleçam a defesa contra os impactos inevitáveis da mudança climática. Os principais objetivos do acordo são:Mudança climatica

  • Assegurar que o aumento da temperatura média global fique 2°C abaixo dos níveis pré-industriais e limitar o aumento da temperatura até 1,5°C acima dos níveis pré-industriais, reconhecendo que isto vai reduzir significativamente os riscos e impactos das alterações climáticas;
  • Aumentar a capacidade de adaptação aos impactos adversos das alterações climáticas e promover a resiliência do clima e o baixo desenvolvimento de emissões de gases do efeito estufa, de maneira que não ameace a produção de alimentos;
  • Criar fluxo financeiros consistentes na direção de promover baixas emissões de gases de efeito estufa e o desenvolvimento resistente ao clima.

O Brasil foi um dos primeiros países a confirmar a participação no Acordo de Paris. Entre as políticas para alcançar as metas do acordo estão: aumentar a participação de fontes renováveis na matriz energética, recuperar e reflorestar áreas desmatadas, zerar o desmatamento da Amazônia Legal e restaurar 12 milhões de hectares de florestas até 2030.

Infelizmente sabemos que para o Brasil alcançar essas metas muitas mudanças deverão existir. Podemos começar a ajudar o meio ambiente dentro de casa, ensinando o vizinho, ensinando as crianças, a mudança depende de você!