19/09/2017 iGUi Ecologia 0Comment

A humanidade iniciou a exploração do espaço no século XX, usando balões de grande altitude, seguido por desenvolvimentos tecnológicos até que décadas depois, iniciou -se o lançamento de foguetes espaciais, o primeiro em 1961. Desde então, espaçonaves não tripuladas têm viajado por todos os planetas do Sistema Solar. O espaço sideral representa o que há de mais desafiador à ciência e perigoso à exploração humana, sobretudo pela complexidade desse ambiente e pelos riscos e ameaças do vácuo e radiação. São vários questionamentos que impulsionam o homem na exploração do espaço e um dele é: existe vida em outros planetas? Um indicador bastante confiável de que existe, existiu ou existirá vida em um planeta é a presença de água.

Já mostramos anteriormente que foi encontrado água em Marte (http://www.iguiecologia.com/agua-em-marte/) e os cientistas continuam descobrindo água em forma de vapor, gelo, ou líquida em outros planetas. A água no estado sólido é uma forma muito comum encontrada no espaço, já foi comprovado que existe gelo em Marte, Saturno, Urano, Netuno e Plutão e também em algumas luas dos planetas. Cometas são feitos de gelo e poeira, água congelada e, às vezes, gelo de outras substâncias tais como metano, amônia, monóxido de carbono, enxofre e sulfato de hidrogênio. Nas luas de alguns planetas, mais especificamente as luas Europa e Ganimede (Júpiter), Encélado e Titã (Saturno) foi encontrado água no estado líquido.

E 2011, a Nasa encontrou uma grande massa de água próxima a um buraco negro. Essa massa de água possui mais água que a Terra (nada menos do que a quantidade de água da Terra multiplicada em 140 trilhões de vezes). Essas descobertas não devem nos encorajar a arrumar as malas e ir para outro planeta. Temos que continuar cuidando dos nossos rios e mares!