01/03/2016 iGUi Ecologia 0Comment

No Brasil existem várias cidades brasileiras abastecidas com água naturalmente aquecidas. Mas como isso é possível? As águas termais, como são conhecidas as águas que saem diretamente da fonte em temperaturas elevadas (maior do que a temperatura do corpo humano), são aquecidas por dois fatores naturais: vulcanismo ou gradiente geotérmico. O aquecimento da água por vulcanismo ocorre em áreas próximas de vulcões ativos onde o aquecimento da água é feito pelo contato da água com o magma ou com pedras aquecidas. O grande perigo nesse caso é que as temperaturas podem chegar perto de 100°C.

As fontes termais existentes no Brasil são provenientes de gradiente geotérmico (taxa de aumento de temperatura por unidade de profundidade no sentido ao centro da terra, pois a cada a cada 33 metros de profundidade, a temperatura aumenta 1ºC), uma vez que não existem vulcões em atividade no nosso país. As águas das chuvas que se infiltram através do solo e rochas falhadas e fraturadas, alcançam profundidades maiores que 1000 metros e chegam a temperaturas cerca de 50ºC mais elevadas que a média anual na superfície. Depois de aquecidas, as águas migram em direção à superfície por sistemas de fraturas e quando interceptam a superfície formam as nascentes termais.

Além de agradáveis para banhos, essas águas provenientes das camadas profundas do subsolo, quando afloram, trazem também minerais e gases diluídos nas suas composições, tornando, assim, essas águas medicinais e/ou com propriedades terapêuticas.