07/04/2017 iGUi Ecologia 0Comment

O consumo de água é indispensável para o homem, mas infelizmente o acesso à água potável de qualidade é restrito. Existem diferentes métodos de tratamento de água com o objetivo de deixa-la livre de contaminantes e impurezas e pronta para o consumo. De maneira geral esses tratamentos tem um custo elevado pois precisam de elementos químicos caros ou estruturas grandes e caras para transformar a água contaminada em potável.

População carente limpando a águaFelizmente há vários estudos e formas de se obter água potável com baixo custo e um desses métodos é conhecido como SODIS (sigla em inglês para Solar Water Desinfection ou Sistema de desinfecção solar da água). Esse método foi apresentado pela primeira vez em 1984 e atualmente é utilizado em zonas mais pobres nos países em desenvolvimento. A principal vantagem é que o processo utiliza materiais simples e as próprias famílias podem realizar o procedimento.

O SODIS usa dois componentes da luz solar para a desinfecção da água. O primeiro, a radiação UV-A que interfere diretamente com o metabolismo e destrói as estruturas celulares das bactérias. O segundo, a radiação infravermelha, que aumenta a da temperatura da água, podendo chegar a 70°C – 75°C, acelerando o processo de desinfecção. O processo é bem simples: deve-se armazenar a água em garrafas PET transparentes e deixar sob a luz do sol por no mínimo 6 horas (dependendo da quantidade de nuvens), depois é só esperar a água esfriar e ela está pronta para o consumo.

Segundo pesquisas, o método inativa as seguintes bactérias: Escherichia coli, Vibrio cholerae, Streptococcus faecalis, Pseudomonas aeruginosa, Shigella flexneri, Salmonella typhi, Salmonella enteritidis, Salmonella paratyphi e alguns vírus, tais como: bacteriófago f2, rotavírus, vírus da encefalomiocardite, e oocistos de Cryptosporidium.

Veja esse trabalho cientifico: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-41522005000100002

E o manual do SODIS!

Mas lembre-se que isso é realizado para aquelas populações que não tem acesso a água potável. Verifique na sua cidade se há o serviço de tratamento de água e esgoto!