19/06/2017 iGUi Ecologia 0Comment

Hidrologia é a ciência que trata da água na Terra, sua ocorrência, circulação e distribuição, suas propriedades físicas e químicas e sua relação com o meio ambiente, incluindo sua relação com a vida. Por se tratar de um recurso indispensável, o uso dos recursos hídricos requer planejamento, construção e operação de meios para a utilização sustentável das águas. Os problemas relativos aos recursos hídricos interessam a economistas, políticos, geólogos, geógrafos, engenheiros, biólogos, agrônomos e outros especialistas em ciências sociais e naturais. A atenuação dos danos das enchentes, drenagem de terras, disposição de esgotos, abastecimento de água, irrigação, aproveitamento do potencial hidrelétrico e obras hidroviárias são exemplos de aplicações práticas da Hidrologia.Estudando a água

O interesse pela água e seu ciclo sempre foi alvo de muitos pensadores e pesquisadores ao longo do tempo. Aristóteles interpretou os processos de evaporação e condensação atmosférica como intimamente relacionados à chuva e esta por sua vez contribuía com os rios e nascentes. Leonardo Da Vinci explicou a influência das águas continentais na salinidade dos mares. A hidrologia surgiu como ciência recentemente e teve seu maior impulso de desenvolvimento no século XX, devido à necessidade das grandes obras hidráulicas. Entretanto os primeiros registros sobre a preocupação dos homens com os fenômenos hidrológicos remontam há alguns milhares de anos antes de Cristo. Por exemplo, em 3000 a.C., os egípcios construíram no rio Nilo, a mais ou menos 30 quilômetros ao sul da atual cidade do Cairo, uma barragem feita em alvenaria de pedra, com cerca de 100 metros de extensão e dez metros de altura para abastecimento de água potável, o que era raro na época, pois quase todas as obras eram voltadas para irrigação das terras pelo aproveitamento das enchentes dos rios.

Essas obras de engenharia hidráulica eram realizadas em bases totalmente empíricas, as que davam certo eram copiadas, já as que sofriam desastres eram alteradas naquilo que se julgasse ser a causa do erro. Uma forma bem perigosa, pois, em muitos locais uma obra errada pode ter consequências permanentes e impedir o acesso à água de toda uma população. Num tempo em que os recursos hídricos, principalmente de água doce, estão ficando cada vez mais raros, a hidrologia torna-se uma ciência de grande importância para o ser humano.