08/01/2018 iGUi Ecologia 0Comment

Em julho desse ano um iceberg com um trilhão de toneladas e 5.800 quilômetros quadrados, equivalente a área do Distrito Federal, e a espessura do gelo tem 350 metros se desprendeu da plataforma Larsen C na Antártica (http://www.iguiecologia.com/iceberg-gigante-se-desprendeu-da-antartica/ ).  Agora, o bloco maciço revelou um misterioso e precioso ecossistema marinho escondido sob o gelo, que pode estar submerso há cerca de 120 mil anos. À medida que o iceberg se afasta do Larsen C em direção ao mar Weddel, vai lentamente expondo 5800 quilômetros quadrados de solo aquático que estiveram cobertos pelo iceberg sem qualquer luz e com apenas uma ténue ligação aos oceanos através das fracas correntes da região.

Os cientistas pretendem começar a explorar a zona uma vez que esteve praticamente isolada durante todo este período. Não se imagina quais as espécies que poderão estar na região vivas ou em fóssil, e como terão eventualmente evoluído de forma diferente. A área exposta do Larsen C, foi denominada de área de interesse cientifico, estando por isso proibida toda e qualquer atividade comercial na região, incluindo pesca ou turismo, pelo período mínimo de dois anos, com a possibilidade de este período ser estendido para 10 anos, ou até por tempo indefinido, caso o interesse se mantenha.

O estudo da região é importante porque permitirá aos cientistas melhor compreender eventos similares, que ao que tudo indica se tornarão mais comuns no futuro próximo, e estudar também como a vida selvagem reage à medida que o ecossistema se altera.

Leia mais sobre o assunto em:

http://www.iguiecologia.com/icebergs/

http://www.iguiecologia.com/entrevistas/