02/06/2017 iGUi Ecologia 0Comment

Irrigação é uma técnica milenar que tem a finalidade de levar água em quantidade adequada e no momento certo para as plantas, assegurando a produtividade e a sobrevivência das plantações. Estudos comprovam que há 5000 anos as sociedades que viviam as margens do rio Nilo desenvolveram uma forma de irrigação. Todos os anos na época da chuva o rio transbordava e suas margens se espalhavam, quando voltavam ao normal deixava uma grande área de solo fértil onde os camponeses usavam para plantação e criação de animais. O problema é que em alguns anos o rio não enchia o suficiente ou enchia demais e causava grande devastação. Para solucionar esse problema eles decidiram controlar a água, construíram diques para represar a água, desses diques construíram canais que levavam água até as plantações. Assim o homem começou a dominar a ciência da irrigação. Hoje em dia há diversos sistemas de irrigação:

  • Irrigação por superfície: Muito utilizado na plantação de cereais, são feitos canais de irrigação onde a água circula por gravidade com a parte central mais elevada para as plantas. A água desce pela parte superior de um canal mestre que abastece todos os outros. Apesar de ter um baixo custo fixo e operacional, esse método possui baixa eficiência então gasta-se muita água para pouco resultado.aspersão - irrigação
  • Irrigação por aspersão: A água é lançada ao ar por meio de aspersão em forma de chuva. Os sistemas convencionais podem ser fixos, semi-fixos ou portáteis e em todos é necessário que haja pressão, seja por gravidade ou bombeamento. O vento pode atrapalhar a distribuição da água causando desperdício de água.
  • Irrigação localizada: A água é aplicada no solo de maneira contínua e pontual. Esse sistema aplica água apenas em parte da área a ser irrigada gerando menor consumo e mais eficiência, e para isso podem ser utilizados gotejadores ou microaspersores.
  • Subirrigação: Nesse sistema a água é aplicada abaixo do solo, direto na raiz da planta. O lençol freático é utilizado e deve ser mantido a certa profundidade, capaz de permitir um fluxo de água adequado à raiz da planta.

Os métodos devem ser escolhidos de acordo com a plantação, o terreno e a disponibilidade de água. Apesar da grande importância da irrigação na produção de alimentos, a irrigação também apresenta perigos ambientais. Deve ser utilizada com critério e consciência ecológica, pois um sistema mal planeado pode causar sérios desastres ambientais.