11/08/2017 iGUi Ecologia 0Comment

Nazca é uma região árida no sul do Peru que ficou conhecida devido a misteriosas linhas que, vistas de cima, formam desenhos e são conhecidas como Linhas de Nazca.  Junto a estas linhas existem uma série de espirais que se afundam no solo. Estes espirais são conhecidos como puquios e somente ano passado os pesquisadores descobriram qual a utilidade dessas estruturas. Após anos de estudos que incluíram até imagens de satélite, os pesquisadores acreditam que os puquios formavam um sofisticado sistema hidráulico que permitia que a comunidade tivesse acesso a reservas aquíferas subterrâneas.Puquios

Essas construções que foram construídas por volta do ano 500 D.C funcionam como um funil que canaliza o vento em espiral até uma série de canais subterrâneos que transportam água de aquíferos. Este fluxo de ar permitia a circulação da água pelos canais que a distribuíam para onde era necessária. As espirais funcionavam como sofisticadas chaminés de ventilação que permitam a circulação da água. Assim se explica como é que a civilização de Nazca conseguiu sobreviver numa zona árida e até manter uma intensa atividade agrícola na região.

Esse tipo de grandes infraestruturas exigiam um esforço enorme de colaboração e uma sociedade organizada, por isso uma das teorias para a existência das famosa Linhas de Nazca é que elas seriam indicadores de onde se encontra a água no subsolo do deserto peruano. Essas construções  mostram o quão evoluída era esta sociedade, já que a construção e manutenção deste tipo de sistema requer grandes conhecimentos geológicos e geográficos.