04/04/2016 iGUi Ecologia 0Comment

Microesferas e seus diferentes tamanhosEm meados de dezembro, a Câmara e o Senado americano votaram quase por unanimidade, para aprovar a Lei Microbead-Free Waters de 2015 (HR 1321), eliminação progressiva da produção e venda de microesferas plásticas em cosméticos com início em 2017. O projeto de lei foi assinado pelo presidente Barack Obama.

Microesferas são pequenas bolas de plástico, muitas vezes usadas como esfoliantes em tudo, desde sabão e esfoliante facial como de creme dental. Quando nós lavamos, eles vão para o ralo e fluem para o oceano, lagos e rios, onde eles podem absorver outros poluentes como os organoclorados (DDT e PCBs). Peixes e outros animais marinhos muitas vezes confundem microesferas com comida, concentrando-se estas toxinas e se perpetuando na cadeia alimentar até chegar em nossos pratos.

Microesferas

No Brasil não existe legislação sobre isto, mas algumas empresas como Unilever, Colgate-Palmolive, Beiersdorf, L’oréal e Johnson & Johnson já se comprometeram a parar de usar microesferas de plástico. Há um estudo sendo desenvolvido pelo Instituto Oceanográfico da USP sobre esse material encontrado no Brasil e os níveis de contaminantes presentes neles.

ciclo de contaminação aquática causada por microesferas de polietileno