18/10/2018 iGUi Ecologia 0Comment

O Rio Nilo é normalmente tido como o maior rio do mundo, com um comprimento de cerca de 7.088 km. Situado no nordeste do continente africano, sua nascente está a sul da linha do Equador e sua foz ocorre no mar Mediterrâneo. A sua bacia hidrográfica ocupa uma área de 3 349 000 km², abrangendo Uganda, Tanzânia, Ruanda, Quénia, República Democrática do Congo, Burundi, Sudão, Sudão do Sul, Etiópia e Egito. O rio Nilo foi importantíssimo para o desenvolvimento do antigo império Egípcio, 5000 anos atrás e agora está sofrendo com a ação humana. Rio Nilo

Devido ao rápido crescimento da população dos países, às mudanças climáticas e à falta de lixo, esgoto e gestão da poluição, esta região está em risco. Hoje, o rio mal consegue suprir as necessidades de água do Egito. Espera-se que a população deste país dobre até 2050 e, com esse crescimento, aumenta a demanda por fazendas e alimentos. O mesmo ocorre com a maior poluição do rio e dos canais, sobre o qual os agricultores dependem fortemente para irrigar seus campos.

Represa do Renascimento da EtiópiaOutro problema para os agricultores é a redução do sedimento, que é necessário para manter um delta fértil. A construção de represas, como as duas já construídas, perto da cidade de Aswan, no sul do Egito, interrompem esse fluxo natural e ameaçam a saúde a longo prazo da agricultura perto da costa do Mediterrâneo. Mas o pior ainda pode estar por vir. Milhares de quilômetros acima do Delta, a Grande Represa do Renascimento da Etiópia, no Nilo Azul, principal afluente do rio, está quase completa; uma vez terminada a construção, será a maior usina hidrelétrica do continente e poderá restringir ainda mais o fluxo de água doce e nutrientes essenciais que são vitais para a agricultura no Delta. Hidreletrica de Aswan no Rio Nilo

É triste ver que um rio que tem uma importância enorme para a região está sendo deteriorado. Precisamos nos espelhar nesse exemplo e não deixar que isso aconteça perto de nós, os pequenos gestos de cada um fazem a diferença, então vamos economizar água e diminuir nossa pegada hídrica (http://www.iguiecologia.com/pegada-hidrica/ )!

Rio Nilo