21/12/2021 iGUi Ecologia 0Comment

Continuando o nosso relato sobre o boto-vermelho (Inia geoffrensis) no Amazonas, pois infelizmente a população desse animal está ameaçada pelas atividades de pesca na região.

Uma das ameaças é a captura acidental, no qual o animal fica emalhado na rede de pesca e não consegue subir para a superfície para respirar. E, em outros casos, os pescadores matam os animais pois não querem que os botos capturem os peixes das redes danificando os apetrechos de pesca. Mas, fazendo um parêntese aqui, muitos pescadores gostam do boto pois eles avisam onde e quando os cardumes aparecem….

A principal ameaça para esses animais é a captura intencional, ou seja, o animal é caçado e morto intencionalmente. Não é abatido para o consumo da carne e sim para utilização dela como isca na pesca de um peixe bagre, o piracatinga (Calophysus macropterus), conhecido popularmente como douradinha ou pintadinha.

Na região da Reserva de Desenvolvimento Sustentável Mamirauá ocorreram declínios populacionais por causa dessa atividade de caça.

Atualmente, esse cetáceo encontra-se na Lista Vermelha da União Internacional para a Conservação da Natureza (IUCN) como espécie ameaçada de extinção, pois em 25 anos de estudos a população desses animais foi reduzida drasticamente.

Segundo o site, http://alertavermelho.org.br/, estima-se que 2.500 Botos vem sendo mortos todos os anos, em determinadas regiões da Amazônia!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *