25/02/2019 iGUi Ecologia 0Comment

O município de Brumadinho, a 65 km da capital mineira, Belo Horizonte, em Minas Gerais, com uma população de 36.748 (2013), começou o ano com uma tragédia já anunciada… em 25 de janeiro um dos maiores desastres com rejeitos de mineração no Brasil aconteceu. A barragem de rejeitos classificada como de “baixo risco” e “alto potencial de danos”, era controlada pela Vale S.A. e estava localizada na região de Córrego do Feijão, em Brumadinho. Com mais de 150 mortos e 200 desaparecidos, coloca o Brasil em destaque na lista de tragédias do gênero, por ser o país com o maior número de mortes.

Barragens no BrasilAs Barragens são estruturas projetadas por engenheiros, utilizadas como reservatório para contenção e acumulação de substâncias líquidas ou de mistura de líquidos e sólidos provenientes do processo de beneficiamento de minérios. A agência de risco ambiental Sustainalytics, uma das mais importantes do gênero no cenário internacional, rebaixou a Vale logo após o desastre, que passou da categoria 4 para a categoria 5.

Veja como é a construção de uma barragem:

https://www.youtube.com/watch?v=scNM8p5FJbc

https://www.youtube.com/watch?v=zZbLmdgKoEc

A lama soterrou além das vitimas outros seres vivos, como plantas e animais. Após a área ficar seca, o solo ficará com baixa permeabilidade, sem matéria orgânica, compacto e sem vegetação. Além disso, quando a lama atinge os rios e cursos d’água adjacentes, as brânquias dos peixes são afetadas, pois a lama fica impregnada, impedindo o animal de respirar.

CONSEQUENCIAS PARA A NATUREZA

Existe um relatório com o título Avaliação de Resposta Rápida Ambiental das Nações Unidas Sobre Rejeitos de Minas que analisa por que a engenharia e o know-how técnico existentes para construir e manter instalações seguras de armazenamento de rejeitos é insuficiente para atingir a meta de zero incidentes catastróficos. Ele detalha as diversas maneiras pelas quais as soluções de melhores práticas estabelecidas na governança colaborativa internacional, regulamentos aprimorados, abordagens mais eficientes em termos de recursos e inovação, poderiam ajudar a garantir a eliminação das falhas nas barragens de rejeitos. Ele usa estudos de caso de diferentes partes do mundo para destacar os esforços da indústria para reduzir o desperdício de minas e estimular novas atividades, enquanto sugere como eles podem ser acelerados por meio de incentivos regulatórios ou financeiros. Ele também faz uma abordagem bem detalhada sobre a queda da barragem de Mariana, também em Minas Gerais.

Espera-se que este relatório encoraje uma ação direcionada no nível político e técnico para tornar zero os incidentes catastróficos uma realidade e garantir que a prosperidade econômica seja totalmente compatível com a saúde e a segurança da comunidade.

VEJA O RELATÓRIO NESTE LINK (RRA_MineTailings_lores)

Elaborando esse texto sobre essa tragédia de Brumadinho, me deparei também com o incrível trabalho dos cães farejadores, e gostaria de compartilhar com vocês neste vídeo abaixo:

https://noticias.uol.com.br/f07b1dc6-2178-4edc-b86e-258de39ae8aa

Mais ainda sobre os animais encontrados, esperando pelos donos ou por adoção. A Vale disponibilizou em sua página algumas informações que estão abaixo:

Como está sendo feito resgate dos animais nos locais atingidos?

Cerca de 50 profissionais trabalham no resgate da fauna local nas duas margens do rio Paraopeba. A força-tarefa é formada por veterinários, biólogos e auxiliares, contando com voluntários mobilizados pelo Conselho Regional de Medicina Veterinária, consultorias e empregados Vale. A empresa ainda disponibilizou um helicóptero especializado no resgate emergencial de animais no dia 3 de fevereiro.

Para onde os animais estão sendo levados?

A Vale alugou uma fazenda para receber os animais que estão sendo resgatados. Também foi criada uma estrutura para acolher e tratar animais de pequeno e grande porte resgatados em Brumadinho. Chamada de Hospital de Campanha, a fazenda possui baias e coches para bovinos, piquetes para ovinos e suínos, gradil para cães, área para animais silvestres e uma piscina para acomodar peixes. O trabalho está sendo realizado por 30 profissionais, entre veterinários, pessoal de apoio e voluntários. A empresa montou uma central de alimentação e medicação, que estará disponível enquanto os animais estiveram abrigados. O Hospital de Campanha será a base principal de apoio para o trabalho de resgate de animais em Brumadinho.

O que mais a Vale está fazendo pelos animais?

A Vale disponibilizou a lista dos animais que estão em hospital, abrigo ou centros de triagem e acolhimento montados pela Vale. Acesse aqui http://www.vale.com/brasil/PT/aboutvale/servicos-para-comunidade/minas-gerais/atualizacoes_brumadinho/Paginas/animais-brumadinho.aspx

A empresa reforça que continua cuidando dos animais atingidos pelo rompimento da barragem de Brumadinho.
Compartilhe essas informações… ou adote um animal precisando de ajuda!

Lembrando:
Segundo Ligia Noronha, Diretora Da Divisão Econômica do Programa das Nações Unidas para o Ambiente, o desenvolvimento das tecnologias verdes necessárias para atingir os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável de 2030 significa que a demanda por grandes quantidades de minerais e metais continuará a crescer no futuro previsível. A extração e a produção mais seguras, limpas e menos dispendiosas são fundamentais para garantir a disponibilidade de recursos, mas também o bem-estar da comunidade e a resiliência dos ecossistemas.