13/07/2017 iGUi Ecologia

A primeira máquina comercial do mundo para capturar dióxido de carbono diretamente do ar começou a funcionar semana passada. Ela tem a capacidade de capturar 900 toneladas de CO2 por ano – equivalente ao que é liberado de 200 carros – e canalizará o gás para ajudar a cultivar vegetais. A quantidade de CO2 capturada por 1 só máquina é muito pequena por isso a empresa responsável diz que seu empreendimento é um primeiro passo no objetivo de capturar 1% das emissões globais de CO2 do mundo. Para fazer isso, precisaria de cerca de 250 mil máquinas semelhantes em funcionamento…

07/07/2017 iGUi Ecologia

Em todo o mundo, cerca de 600 milhões de pessoas dependem, direta ou indiretamente da pesca e da aquicultura para sobreviver.  Além da pressão exercida pelas atividades humanas, como sobrepesca, degradação de habitat e poluição, tanto a pesca quanto os ecossistemas estão expostos a ameaças relacionadas às mudanças climáticas. É sabido que as mudanças climáticas fazem parte da história geológica da Terra, mas o que tem gerado preocupações é o fenômeno de rápido aquecimento da atmosfera observado nos últimos 150 anos e que vem se intensificando especialmente nas últimas décadas e, é atribuído ao aumento na concentração atmosférica dos gases…

05/07/2017 iGUi Ecologia

A Limnologia (do grego: limne – lagos; logos – estudo) é uma ciência multidisciplinar que engloba áreas como química, física, biologia e ecologia com foco em estudar as águas continentais, tais como lagos, lagunas, rio, açudes e reservatórios. Os estudos dos ecossistemas aquáticos remontam a Grécia Antiga, sendo inicialmente limitado a listagens de organismos. Mas apenas no final do século XIX, quando François Alphonse Forel iniciou os seus estudos no lago Léman (lago de Genebra, Suíça) essa ciência ganhou mais importância. Forel publicou numerosos trabalhos sobre Limnologia, e hoje é considerado o pai da limnologia. Esta ciência tem como objetivo…

27/06/2017 iGUi Ecologia

Fracking, denominação em inglês para fraturamento hidráulico, é um método não convencional que possibilita a extração de combustíveis líquidos e gasosos do subsolo. Esse método é empregado principalmente para extração do gás natural do folhelho pirobetuminoso de xisto, uma rocha sedimentar que existe em vários lugares do mundo. A presença de hidrocarbonetos nesse tipo de rocha é conhecida há várias décadas, mas até 1990 ninguém sabia como extraí-los. O fracking mudou esse panorama e está possibilitando a extração em locais que antes eram inviáveis. Para extrair o gás uma perfuração profunda de um poço vertical é realizada, no qual uma…

22/06/2017 iGUi Ecologia 1Comment

Os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) são uma agenda mundial adotada durante a Cúpula das Nações Unidas sobre o Desenvolvimento Sustentável em setembro de 2015, composta por 17 objetivos e 169 metas a serem atingidos até 2030. Nessa agenda estão previstas ações que buscam atender as necessidades da geração atual sem comprometer a existência das gerações futuras nas áreas de segurança alimentar, agricultura, saúde, educação, energia, água e saneamento entre outros. Todos os países membros da ONU assinaram a agenda 2030 e agora têm que arcar com o compromisso de alcançar as metas dos 17 objetivos. Os objetivos foram construídos…

19/06/2017 iGUi Ecologia

Hidrologia é a ciência que trata da água na Terra, sua ocorrência, circulação e distribuição, suas propriedades físicas e químicas e sua relação com o meio ambiente, incluindo sua relação com a vida. Por se tratar de um recurso indispensável, o uso dos recursos hídricos requer planejamento, construção e operação de meios para a utilização sustentável das águas. Os problemas relativos aos recursos hídricos interessam a economistas, políticos, geólogos, geógrafos, engenheiros, biólogos, agrônomos e outros especialistas em ciências sociais e naturais. A atenuação dos danos das enchentes, drenagem de terras, disposição de esgotos, abastecimento de água, irrigação, aproveitamento do potencial…

16/06/2017 iGUi Ecologia

A China possui a segunda maior economia do mundo e é o país mais populoso, com mais de 1,36 bilhão de habitantes. Desde 1980, quando se iniciou grandes mudanças políticas e econômicas a economia da China cresceu e com isso a demanda e produção de energia cresceram drasticamente, já que o consumo doméstico também aumentou com o rápido crescimento econômico chinês. Cerca de 80% da eletricidade gerada no país vem de usinas de carvão e 17% vem de hidroelétricas. Somente 2% da produção de eletricidade na China vêm de usinas nucelares. Quanto a geração de energia a China enfrenta problemas…

12/06/2017 iGUi Ecologia

O uso dos recursos hídricos pelo ser humano vive sob um conflito. A água é um recurso indispensável para o homem e as populações buscam viver próximas a cursos d’água para extrair de maneira fácil esse recurso, porém o homem polui cada vez mais os rios e lagos, principalmente os que ficam próximos as cidades. Os resíduos provenientes das indústrias, os efluentes, e esgotos sanitários são os principais fatores dos impactos ambientais, pois recebem grande aporte de matéria orgânica (restos de animais e vegetais e de seus resíduos lançados no ambiente), nutrientes além de substâncias inorgânicas e tóxicas. O desequilíbrio…

07/06/2017 iGUi Ecologia

Semana passada recebemos a notícia de que o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, decidiu retirar o país do Acordo de Paris. A saída dos EUA desse acordo não foi nenhuma surpresa, já que foi uma das promessas de campanha eleitoral dele, mas deixou muita gente preocupada. Essa decisão pode ter sérias consequências pois pode influenciar negativamente a decisão de outros países, dificultando o cumprimento das obrigações previstas e, de maneira geral, sobre a condição climática do planeta, pois o aquecimento global é um fenômeno que já está ocorrendo e que todos os anos perdidos na luta contra esse fenômeno…

02/06/2017 iGUi Ecologia

Irrigação é uma técnica milenar que tem a finalidade de levar água em quantidade adequada e no momento certo para as plantas, assegurando a produtividade e a sobrevivência das plantações. Estudos comprovam que há 5000 anos as sociedades que viviam as margens do rio Nilo desenvolveram uma forma de irrigação. Todos os anos na época da chuva o rio transbordava e suas margens se espalhavam, quando voltavam ao normal deixava uma grande área de solo fértil onde os camponeses usavam para plantação e criação de animais. O problema é que em alguns anos o rio não enchia o suficiente ou…