09/10/2017 iGUi Ecologia 0Comment

Em praticamente todas as praias e rios que visitamos não é difícil encontrar lixo acumulado em algum local, principalmente embalagens plásticas. Além de garrafas PET, sacolas e embalagens de alimentos, entre outros objetos, os ambientes marinhos e de água doce em todo o mundo têm sido contaminados com minúsculos detritos, conhecidos como microplásticos.

Pellets

Os microplásticos são definidos como pequenos pedaços de plástico, menor do que 5mm de tamanho e a fonte desses microplásticos são inúmeras, como: descarte doméstico inadequado de produtos feitos com plástico e as redes de pesca, que ao chegar à natureza, passam por um processo de quebra mecânica realizada pela chuva, pelos ventos e pelas ondas do mar, que fazem com que os produtos se fragmentem em pequenas partículas plásticas; perdas acidentais de pellets (microplástico industrial que é utilizado na composição de outros produtos) durante o transporte oceânico ou do escoamento por drenagem de perdas de processos industriais; microplástico que é utilizado em cosméticos como esfoliantes, xampus, sabonetes, pastas de dente.

De acordo com relatório da União Internacional para a Conservação da Natureza, IUCN na sigla em inglês, pequenas partículas de plásticos devem constituir até 30% da poluição dos oceanos. E os problemas que o microplástico causa nos seres marinhos são enormes: a ingestão de plástico pode gerar bloqueio intestinal ou úlceras no estômago, reduzindo a absorção de nutrientes, além de provocar uma falsa sensação de saciedade; os microplásticos podem absorver poluentes orgânicos persistentes, contaminando os animais que os ingerem e causando problemas na reprodução e crescimento dos animais podendo até causar à morte; Plânctons e pequenos animais se alimentam do plástico contaminado e ao serem comidos por peixes maiores, propagam a intoxicação. No fim da cadeia, quando o homem se alimenta desses peixes maiores, está ingerindo também o plástico e os poluentes que se acumularam ao longo da cadeia.

Assistam o vídeo abaixo e pense como podemos melhorar o planeta!!