23/02/2018 iGUi Ecologia 0Comment

A Hywind Scotland, o primeiro parque eólico flutuante do mundo, já está em funcionamento e começou a fornecer eletricidade para a rede escocesa oficialmente no dia 18 de outubro de 2017. O empreendimento, localizado no mar, a cerca de 24 km da costa de Peterhead, foi desenvolvido em parceria pela Masdar, uma companhia de energia renovável de Abu Dhabi, e a Statoil, gigante do ramo petrolífero na Noruega. O projeto estava em desenvolvimento desde 2015 e a sua principal finalidade é oferecer eletricidade para a residência de mais de 20 mil famílias, além de contribuir com as metas de combate às mudanças climáticas.

O diferencial desse parque eólico é que em vez de serem fixadas ao fundo do mar, as turbinas são ancoradas usando cabos que permitem que ela flutue com uma certa estabilidade. Isso significa que os parques offshore (são aqueles feitos a partir da costa marítima de determinada localidade, ou seja no mar) poderão ficar localizados em águas mais profundas, abrindo muitas mais áreas onde as condições de vento são favoráveis, onde não interferem na paisagem do litoral e onde as rotas de migração de aves são menores.

Ao contrário das turbinas eólicas instaladas em terra, as turbinas flutuantes não precisam ser adaptadas ao terreno em que se encontram. Isso significa que podem ser produzidas em massa com custo reduzido, porém o custo ainda é muito caro. A instalação dessas 5 turbinas custou cerca de 860 milhões de reais mas graças a uma iniciativa do governo escocês, que determina que 30% da eletricidade do país deve vir de fontes renováveis, o governo entrou com subsídios para apoiar esse projeto.

Assistam esse vídeo para que possamos ter uma ideia do tamanho desse empreendimento… e que se concretizem mais ideias semelhantes a essa!