28/10/2021 iGUi Ecologia 0Comment

Neste mês, em Gana na África, foi redescoberto uma coruja, cujo último registro foi realizado há 150 anos. A espécie, Bubo shelleyi, foi descrita pela primeira vez 1872!

Ela está entre as maiores corujas do mundo e uma das maiores corujas encontrada nas florestas tropicais africanas. O comprimento total da espécie é de 53 a 61 cm. Um indivíduo macho pesou cerca de 1,2 quilos, porém acredita-se que as fêmeas sejam maiores.

Mas, vamos falar do nosso país!! Essa semana recebemos no Centro de reabilitação de animais selvagens (CRAS) a maior coruja brasileira, a coruja-jacurutu (Bubo virginianus), o mesmo gênero da coruja da África!

A nossa coruja pode chegar até 60 cm de tamanho e pesar cerca de 1,5 Kg para os machos e 2,5kg para as fêmeas. Alimenta-se de mamíferos menores, como os gambás, morcegos em pleno voo, além de outras aves menores incluindo outras espécies de corujas. Ou seja, um predador magnifico e silencioso em voo, mas que vocaliza, ou seja emite som.

Veja abaixo seu som do site wikiaves:

Infelizmente a coruja que está no CRAS teve sua asa amputada e não poderá mais retornar ao ambiente natural. Mas poderá ser transferida para um local onde é realizado educação ambiental para que todos possam ver como ela é imponente e magnifica.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *