18/03/2019 iGUi Ecologia 0Comment

A Terra é o lar de muitos animais selvagens, mas infelizmente, algumas espécies que uma vez chamaram nosso planeta de lar hoje não existem mais. Estes são conhecidos como animais extintos. E não estamos falando apenas de alguns dinossauros pré-históricos! Há animais “recentemente extintos” também – animais que morreram desde os anos 1500 seja pela ação direta do homem sobre os animais ou no meio em que eles viviam. Vamos mostrar aqui alguns animais que foram extintos recentemente:

  • Dodô – Aves que viviam nas Ilhas Maurício e foram extintas em 1680. Pássaro DodóTudo o que resta hoje do dodô são alguns ossos e esqueletos parciais em museus. Pouco maior que um peru e pesando cerca de 23 quilos, o dodô era um pombo gigante da família Raphidae. Como tinha asas curtas e frágeis, não conseguia voar. O pássaro já tinha sofrido a ação do homem quando os Portugueses desembacaram na ilha mas a ação mais cruel foi a dos holandeses, que colonizaram o lugar a partir de 1598. Com a pouca alimentação nos navios, os marinheiros desembarcavam famintos e utilizavam a carne da ave como alimento. Para piorar, animais como cães, gatos e ratos trazidos pelas caravelas atacavam os ovos nos ninhos. Com toda a matança, a espécie foi sumindo aos poucos. Em 1681, menos de 100 anos depois da chegada dos holandeses à ilha, o dodô foi declarado oficialmente extinto.
  • Rato candangoRato candango Um pequeno roedor que só era encontrado no cerrado do Brasil. Essa espécie foi descoberta durante a construção de Brasília e a causa da sua extinção é justamente a destruição do seu habitat durante a construção da capital do país. O ano da sua extinção é 1960.
  • Rinoceronte negro do oeste – também conhecido como rinoceronte-negro-da-áfrica-ocidental foi a subespécie mais rara de rinoceronte-negro. rinoceronte negroEm setembro de 2011 foi considerado extinto. A principal causa para a extinção foi a caça predatória. O rinoceronte-negro-ocidental foi alvo de caçadores no início do século 20, mas a população cresceu nos anos 30 depois que medidas de preservação foram tomadas. Os esforços preservacionistas, no entanto, declinaram com o passar do tempo, até a extinção da espécie.

Pare, pense e reflita… quantos animais que conhecemos também não estão seguindo para a extinção? Como é triste você escrever sobre um animal e entrar na página da IUCN e verificar seu status (https://www.iguiecologia.com/especies-ameacadas-quem-sao-essas-especies-e-o-que-pode-acontecer-com-elas/ ). A Lista Vermelha de Espécies Ameaçadas da IUCN é o sistema mundial de classificação e classificação de status de conservação mais conhecido. Aqui no Brasil o governo mantém uma lista com o estado de conservação das espécies ameaçadas no nosso país.