16/07/2021 iGUi Ecologia 0Comment

No Oceano Indico, pesquisadores da Universidade de Southampton, na Grã-Bretanha, conseguiram registrar imagens impressionantes do fundo do oceano, locais que consideramos muito inóspitos. Eles estudam as aberturas de vulcões submarinos, localizados na Cadeia de Montanhas Submarinas do Sudoeste Índico, com a ajuda de um robô.

Esses locais são conhecidos como regiões extremamente quentes, porém podem abrigar ecossistemas variados. Lá foram encontrados moluscos, crustáceos, mexilhões e outras criaturas. Em seguida, eles compararam estas criaturas com as encontradas em respiradouros vulcânicos de cadeias submarinas vizinhas, pois nessa área o que chamou a atenção foi a existência de uma atividade vulcânica menor do que outras cadeias submarinas, com menos respiradouros.

Um animal descoberto foi um caranguejo yeti. Na comunidade científica existem duas espécies conhecidas deste animal e o encontrado é do mesmo gênero, porém diferente dos descritos previamente. Outro animal encontrado foi o pepino-do-mar, que nunca foi descrito naquela região e sim no pacífico.

O que surpreendeu os cientistas é que geralmente são encontrados somente uma espécie de animal nesses campos de respiradouros e no Indico foram encontrados três ou quatro ao mesmo tempo.

Outro fato surpreende é que esses respiradouros possuem vida curta, assim os animais devem ir procurar outro para poderem sobreviver. E, é essa capacidade de movimentação que os cientistas estão estudando.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *