29/07/2020 iGUi Ecologia 0Comment

Jorunna parva, popularmente conhecida como “coelho-do-mar”, é uma espécie de lesma do mar, um nudibrânquio. Os nudibrânquios são animais que possuem as brânquias desprotegidas, possuem mais de 3000 espécies diferentes e uma característica marcante deles são as diferentes colorações permitindo uma camuflagem eficaz nos recifes de coral, no qual vivem.

O corpo é mole, cilíndrico/achatado e musculoso, contendo na parte anterior tentáculos orais, olhos e rinóforos (com função quimiorreceptora, ou seja, são capazes de detectar substâncias químicas na água). As brânquias estão na parte dorso caudal do animal. Em algumas espécies, o corpo apresenta projeções chamadas de cerata (ou, no singular, ceras), no interior das quais existem ramificações do sistema digestivo. A forma e a disposição dessas projeções são características importantes para a identificação da espécie.

São animais carnívoros que se alimentam de outros animais, como cnidários (medusas, caravelas, anémonas-do-mar e os corais-moles), esponjas, cracas e ascídias. Algumas espécies se alimentam dos ovos de outros nudibrânquios e, até mesmo, de indivíduos adultos.

Eles são hermafroditas, ou seja, o mesmo animal é capaz de produzir tanto óvulos quanto espermatozóides, porém não há autofecundação.