22/01/2021 iGUi Ecologia 0Comment

Uma turbina que gera energia e não causa danos aos peixes!

Atualmente uma empresa de energia renovável com sede na Califórnia, que fabrica soluções hidrelétricas sustentáveis, lançou uma Turbina Hidrelétrica Amiga dos Peixes que permite que quase 100% dos peixes passem pelos cursos d’água com segurança, sem que sejam lesionados.

Para a CEO da empresa Gia Schneider, a tecnologia de hidroturbina de restauração da empresa é segura para peixes de várias maneiras, porque permite que projetos de restauração de rios sejam incorporados ao projeto inicial da usina hidrelétrica, deste modo o projeto de modificação das lâminas da turbina é projetado pensando nos peixes.

“As lâminas da nossa turbina têm uma forma única que os torna mais ou menos como um airbag se os peixes os atingirem – os peixes são desviados em torno da lâmina, ao contrário de ser golpeado com força de uma maneira que resulte em cortes, abrasões, quebras ou outras lesões” relatou Schneider.

A nova abordagem distribuída da energia hidrelétrica é alcançada em escala por vários projetos distribuídos e instalados em série ao longo de um único rio, que são operados como uma usina de energia virtual integrada. Assim, os peixes migratórios precisam passar por vários projetos com sucesso para chegar ao oceano.

Que nível de segurança dos peixes é necessário para mitigar os impactos da energia hidrelétrica nas populações de peixes? Uma probabilidade de passagem segura de 90% através de uma única turbina pode parecer aceitável, mas com 10 projetos em uma linha, aumenta para apenas 35% – uma estatística devastadora para as populações de peixes migratórios.

Uma probabilidade de passagem segura de turbina de 99% é necessária para garantir uma taxa de sobrevivência cumulativa de 90% para o mesmo cenário. Na passagem segura da turbina de 99,5%, a taxa de sobrevivência cumulativa após 10 projetos salta para 95%!

Então, é possível fazer uma turbina que passe com segurança mais de 99%, ou talvez mais de 99,5% dos peixes, sem comprometer a eficiência da turbina? A resposta é sim!

Veja nesse vídeo:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *