11/10/2021 iGUi Ecologia 0Comment

Os moradores de Victoria, na Austrália ficaram surpresos ao acordar com vastas camadas de teias de aranha parecidas com alienígenas espalhadas por cercas e acostamentos das estradas.

Uma outra cidade, Traralgon, no leste de Gippsland, sofreu muito pelas enchentes fazendo com que as populações de aranhas locais, buscassem terrenos mais altos em placas de sinalização, árvores e qualquer grama alta que possam encontrar.

Quando muitas aranhas fazem isso ao mesmo tempo, elas acabam se prendendo umas às outras e podem cobrir o campo.

Esse fenômeno, chamado de efeito teia, é causado por aranhas “caçadoras errantes”, que vivem no solo e não constroem uma teia. Elas também não criam teias depois de crescerem longe das enchentes. Na verdade, segundo pesquisadores, cada aranha lançou apenas um único fio, o que significa que cada linha minúscula de seda representava um animal diferente. Portanto são milhões de aranhas…

As aranhas são do gênero Ambicodamus, na coloração vermelho e preto e, embora suas picadas não sejam perigosas para os humanos, podem causar irritação local menor.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *