27/04/2021 iGUi Ecologia 0Comment

Na natureza sempre ouvimos falar do aroma agradável das flores. Muitos desses aromas foram a base para a confecção de perfumes! Quem nunca apreciou o cheiro de uma rosa? Ou até mesmo o cheiro maravilhoso da orquídea chocolate.

Dois exemplares na indonésia, um com flor e outro sem

Mas a natureza é sábia e aproveita todos os recursos para seguir em diante. O que dizer de uma flor que tem cheiro de carne estragada? Como serão os insetos que farão sua polinização?

Vamos lá, a Amorphophallus titanum é uma planta endêmica da Sumatra (uma ilha na Indonésia). Ela pode atingir mais de 3 metros de altura.

O que chama mais atenção é o odor de carniça que a planta exala, e o mecanismo para isso é interessante, pois a ponta da espádice (estrutura central da flor) possui aproximadamente a mesma temperatura do corpo humano fazendo com que os insetos sejam atraídos pela liberação de calor e do cheiro.

Por falar em insetos, nessa planta não encontramos as tão famosas abelhas, mas sim moscas Sarcophagidae. Essas moscas são comumente conhecidas como moscas da carne, são diferentes das outras moscas pois depositam larvas em vez de ovos na carniça ou em feridas abertas, causado a tão famosa bicheira. Os besouros carniceiros (Nicrophorus vespilloides) também fazem parte dessa polinização.

Depois que a flor morre, uma única folha, que pode atingir o tamanho de uma arvore pequena, cresce do subterrâneo e o ciclo se inicia novamente…

A natureza tem recursos para todos!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *