14/06/2019 iGUi Ecologia 0Comment

No começo desse ano a ONU lançou o Sexto Panorama Ambiental Global. Este Panorama é a mais completa avaliação do estado ambiental do mundo. Além de avaliar o estado atual de nosso ambiente, o Panorama também analisa a eficácia das políticas públicas em lidar com os problemas ambientais e indica, com base no conhecimento disponível, possíveis caminhos baseados em cenários e modelagem para mostrar como o mundo pode mudar para um futuro diferente e mais sustentável, reduzindo a degradação ambiental. O tema do Panorama desse ano foi: “Planeta saudável, pessoas saudáveis”, reconhecendo que as dimensões ambientais, econômicas e da equidade social estão integrados.

O Panorama aborda temas relacionados a qualidade do ar, biodiversidade, oceanos, solos e água doce, neste texto vamos detalhar os principais resultados sobre oceanos:

As pressões humanas sobre a saúde dos oceanos continuaram a aumentar ao longo da última década, em sintonia com o crescimento da população humana e o aumento do uso dos recursos marinhos. O branqueamento de corais, que tem preocupado cada vez mais os pesquisadores, agora tem um intervalo de recorrência de cerca de seis anos, enquanto as taxas de recuperação de recifes são de mais de dez anos. Isso significa que, em média, os recifes não terão tempo suficiente para se recuperar entre os eventos de branqueamento e, portanto, um decaimento na saúde dos recifes é esperado nas próximas décadas.

A quantidade de lixo marinho continua a aumentar. Estima-se que 8 milhões de toneladas de plásticos entram no oceano a cada ano, como resultado da má gestão do lixo em zonas costeiras. Sem intervenção, a quantidade de plástico no oceano deverá aumentar para 100-250 milhões de toneladas em 2025. Partículas de plástico são cada vez mais encontradas no sistema digestivo de organismos marinhos, incluindo peixes e crustáceos consumidos por humanos. Pedaços de plástico no mar também pode fornecer um meio de transporte para a propagação de patógenos e espécies invasoras.

Os oceanos são afetados por inúmeras atividades humanas e os impactos mais sérios estão relacionados à mudança climática, poluição terrestre e pesca. As previsões para os oceanos não são boas, para reverter esse cenário temos que tomar atitudes responsáveis agora e exigir que todos façam o mesmo.