30/03/2021 iGUi Ecologia 0Comment

Essa semana o Centro de Reabilitação recebeu um animal diferente, um tamanduá-mirim. Os tamanduás, são mamíferos placentários que habitam todos os biomas brasileiros. E, você sabia que eles não possuem dentes? Isso mesmo, ao invés disso eles possuem um focinho longo cônico, que acomoda uma longa língua.

O tamanduá-mirim (Tamandua tetradactyla) é encontrado da Venezuela ao sul do Brasil. É uma das três espécies de tamanduás que ocorrem no Brasil. É reconhecido principalmente por um padrão de pelagem que faz com que pareça que ele usa um colete preto.  Além disso, não possuem uma audição muito boa e nem a visão, mas o olfato é muito desenvolvido. Possui longas unhas (garras) nas patas anteriores, fazendo com que ele consiga quebrar cupinzeiros e formigueiros rapidamente.

Possuem, em média, 105 cm de comprimento, sendo que as fêmeas (cerca de 94,5 cm) são em média, um pouco menores que os machos (95,9 cm). Os machos também são um pouco mais pesados que as fêmeas, pesando até 5,74 kg, e as fêmeas, 4,63 kg.

Seus predadores incluem felinos de grande e médio porte, como a onça-pintada, a suçuarana e a jaguatirica. Mas atualmente suas maiores ameaças são: a destruição dos ambientes naturais, atropelamento, queimadas, ataques de cães.

Essas imagens são dele após a refeição, que foi a base de bastante cupim e formiga!

Vamos torcer para a sua recuperação!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *