09/04/2021 iGUi Ecologia 0Comment

A benzofenona-3 (BP3) é um filtro solar presente em produtos de higiene e cuidados pessoais, usada para proteger nossa pele das radiações UVA e UVB. A BP3 é um dos filtros UV mais utilizados nos cosméticos e em função disso, um dos mais detectados no ambiente aquático e tem uma grande capacidade de acumular em tecidos de animais aquáticos.

A contaminação dos ambientes, em especial os aquáticos, tem ocorrido ao mesmo tempo que as mudanças climáticas. Neste sentido, um ponto que vem se mostrando crítico nos ambientes marinhos é a queda do pH dos oceanos, causada pelo enriquecimento de CO2 na atmosfera em função, principalmente, da queima de combustíveis fósseis e mudanças no uso da terra, que inclui atividade de pecuária e desflorestamento (queimadas).

O aluno Guilherme Toledo A. Patrocinio, sob orientação da Profa. Drª Camila Martins, da Universidade Federal do Rio Grande, Instituto de Ciências Biológicas (ICB), sob financiamento da iGUi Ecologia, vão verificar se a acidificação progressiva dos oceanos pode influenciar na toxicidade da BP3 para organismos aquáticos, principalmente os calcificadores, que sofrem as ações diretas da queda do pH e ficam, portanto, debilitados. Um exemplo disso é o mexilhão Perna perna, que necessita de carbonato de cálcio para sintetizar suas conchas, elemento que se torna mais escasso em situação de acidificação.

Deste modo o projeto tem como objetivo principal investigar os efeitos tóxicos da BP3 sobre o mexilhão P. perna aclimatado a 3 diferentes regimes de pH sendo um deles o pH natural da água do mar.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *