24/12/2020 iGUi Ecologia 0Comment

Antes de entrarmos no tema de hoje, vamos relembrar algumas informações importantes do nosso sistema solar!

Nosso sistema solar é composto por oito planetas, sendo o Sol a estrela central desse sistema, exercendo intenso domínio gravitacional sobre os demais corpos celestes. Os oito planetas são: Mercúrio, Vênus, Terra, Marte, Júpiter, Saturno, Urano e Netuno.

Em Saturno, há a presença de mais de oitenta satélites naturais orbitam ao seu redor. Um dos maiores deles é o Titã, o único satélite natural do Sistema Solar que possui uma espessa atmosfera e a ocorrência de nuvens. E, existe o Encélado, que é um satélite bem menor do que o Titã, mas possui uma peculiaridade, ele é recoberto por uma camada de gelo e possui gêiseres (são buracos que liberam fortes jatos de água e vapor) que expelem água no espaço!

Muitas pesquisas estão sendo realizadas com a Enceladus, pois ela apresenta um oceano de água abaixo da sua camada de gelo, e para os cientistas neste oceano pode haver vida. No entanto, os cientistas ainda precisam colher mais dados antes de saber se a química da água seria favorável para vida como conhecemos.

Mas como saber o que tem nesta água deste oceano? São pelos gêiseres que é possível estudar quimicamente essa água, que contém características entre a água do oceano e o seu núcleo rochoso. Os cientistas detectaram o hidrogênio nestas nuvens de água. E essa abundancia de hidrogênio indica um desequilíbrio termodinâmico que pode favorecer a formação de metano a partir do CO2 presente no oceano de Enceladus.

O trabalho dos cientistas pode ser visualizado no endereço eletrônico: https://science.sciencemag.org/content/356/6334/155

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *