01/08/2019 iGUi Ecologia 0Comment

De acordo com a ONG Global Footprint Network, a partir do dia primeiro de agosto de 2019, nós estaremos “devendo” para o planeta, ou seja, teremos já consumido todo o orçamento anual de recursos naturais que o planeta nos fornece por ano. Agora, estamos retirando mais do que ele pode nos oferecer, água, madeira, alimentos…. superando o volume que o planeta é capaz de renovar. Reservatório do Boqueirão em Campina Grande secou no início do ano passado Foto Ueslei Marcelino - Agência O Globo

Os custos para combater os danos ecológicos excessivos estão se tornando cada vez mais evidentes: o desmatamento, a erosão do solo, a perda de biodiversidade e o acúmulo de dióxido de carbono na atmosfera estão tornando à mudança climática e os eventos climáticos extremos mais frequentes.

“Em última análise, a atividade humana será equilibrada com os recursos ecológicos da Terra. A questão é se escolhemos chegar lá pelo desastre ou pelo design – a miséria de um planeta ou a prosperidade de um planeta”, disse Mathis Wackernagel, co-inventor da contabilidade da Ecological Footprint (Pegada Ecológica) e fundador da Global Footprint Network.

Vamos lembrar antes de seguir o texto o que é a pegada ecológica e a hídrica:

Para compararmos, o Japão consome 7,7 vezes além da capacidade de regeneração do planeta, seguido da Suíça (4,6), a Grã-Bretanha (4,0) e a China (3,8). O país que mais consome recursos é os Estados Unidos: se o mundo inteiro consumisse como eles, precisaríamos 5 planetas Terra.

Paises necessários Dia de sobrecarga da Terra

Mas, algumas mudanças já estão sendo realizadas. Na China, a adoção acelerada de fontes de energia limpas reduziu a pegada ecológica per capita em 1,2% entre 2013 e 2014. No acordo de Paris, em 2015, muitos países se comprometeram na redução das emissões de gases do efeito estufa, permitindo uma estabilidade na temperatura do planeta.

E você, o que você está fazendo para melhorar? A Terra precisa de você.