08/06/2019 iGUi Ecologia 0Comment

Mais um dia muito importante para o planeta é comemorado no mês de junho, O Dia Mundial dos Oceanos!! Ele foi criado durante a Conferência das Nações Unidas sobre o Meio Ambiente e Desenvolvimento (ONU), a Rio-92. Desde então todo dia 08 de junho é celebrado este dia, portanto a data só foi oficializada pela ONU no ano de 2008 e foi a partir daí que as comemorações ganharam forças e um maior número de interessados! O tema proposto para as discussões neste ano é: “Juntos, podemos proteger e renovar o nosso oceano”.

Te convido ao incômodo e desconforto, à claustrofobia desse cenário que nos espera e a praticar a autorresponsabilidade, já que somos a única espécie que joga 10 milhões de TONELADAS de plástico nos oceanos todos os anos!!! Nosso tempo está se esgotando, infelizmente em breve ficaremos sem saída e sem meio ambiente! O que acha de começar abandonando o clássico plástico das garrafas PET ou dos copos descartáveis? Uma coisa é fato: temos um problema, e esse problema é nosso, de todos nós!

Em apenas um dia, o Brasil consome 36 MILHÕES de sacolas plásticas e em torno de 720 milhões de copos plásticos POR DIA e pior, no mundo por minuto é consumido UM MILHÃO de tonelada de garrafas pet, eu disse por minuto!! O que você acha desses números? Assustadores, não é mesmo? Mais assustador ainda é o que acontece com esses materiais, são muito leves e por isso são carregados facilmente pelo vento, chuva entre outras formas para os lagos, rios e finalmente chegam ao oceano! A partir daqui, estes vilões viram alimento de animais marinhos, pois são confundidos com comida ou então podem causar asfixia dos animais. Quando você lê ou imagina uma situação dessas, como se sente? Asfixiado, sem ar, incomodado? Pois bem, agora é a hora de mudar, porque além dos copos e garrafas pet, a sacolinha das suas compras também está matando o planeta e em breve essas consequências vão pegar você também!

Um estudo realizado pelo Laboratório Marinho de Plymouth e do Greenpeace estimou que todas as tartarugas do mundo já ingeriram microplástico. Outro estudo, este feito pela Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP), aponta que o microplástico está presente em larga escala nas praias e rios do Brasil, ou seja, além das tartarugas, outros animais estão ingerindo o produto como alimento, e o pior disso: os peixes e frutos do mar já estão contaminados com o material, portanto, os humanos onívoros estão consumindo microplástico quando ingerem peixes ou frutos do mar!!

A tragédia não para por aí, a poluição dos oceanos por plástico custa ao mundo US$2,5 TRILHÕES por ano!!! Infelizmente ele representa todas as perdas e danos causados aos serviços ambientais importantes que o mar fornece, como a produção de oxigênio e alimentos, armazenamento de carbono e a manutenção do equilíbrio térmico no mundo. Esse valor foi levantada por um estudo publicado no “Boletim da Poluição Marinha”. Tal estudo estima que cada tonelada de resíduo plástico reduz em US$ 33.000 o valor ambiental dos serviços ecossistêmicos marinhos.

É muito fácil identificarmos que um mar está poluído quando apresenta uma coloração escura, espuma ou mal cheiro, mas quando se trata de poluentes invisíveis, como o microplástico, não é possível identificarmos a olho nu. Os PPCP (Pharmaceuticals and Personal Care Pollutants), ou em português “poluentes derivados de fármacos e cosméticos”, são uma série de derivados de produtos como cremes para o corpo, pastas dentais, remédios, protetores solares, anticoncepcionais, desinfetantes, conservantes alimentares e toda uma gama de produtos industrializados, que uma vez no oceano elas se fragmentam e podem levar centenas de anos para se degradar. Infelizmente os danos são tantos que os cientistas ainda não mensuraram todos os malefícios das substâncias, mas indica-se que podem interferir no funcionamento hormonal, neurológico, imunológico e reprodutivo dos animais, por consequência dos humanos.

Além disso, o lixo é questão de SAÚDE PÚBLICA. Estamos COMENDO plástico e precisamos repensar nossos hábitos. As escolhas que você faz não afeta somente a você e sim a todos!

Devemos repensar também sobre a nossa maneira de consumo, a ONU afirma que se fossemos viver de acordo com o nosso consumo, precisaríamos de quase 2 planetas “extras” inteiros para dar conta da demanda de lixo produzido! A Terra é a nossa única casa, e a mais completa e perfeita que poderíamos querer: com pelo menos 8 milhões de espécies (que conhecemos!) e todos os recursos necessários pra que cada uma delas viva por aqui com segurança e colaborando pra que tudo funcione bem, mas o cenário atual é bem diferente desse lindo relato.
Uma coisa é certa, se você tem dificuldade em mudar algum hábito, comece com a seguinte reflexão: o que não faz bem para natureza, não faz bem para mim. É simples, somos natureza!!

O planeta é um só e não há um plano B.

Agora não temos mais dúvidas sobre a necessidade de mudar os hábitos, mas se você sempre se pergunta como ajudar o planeta, o momento é esse! Você pode começar por uma conversa reflexiva com a família, amigos e colegas de trabalho, pode também ser voluntario de projetos ambientais e começar a mudar os hábitos, lembrando sempre dessas questões: o que você faz nesse processo de colaboração? Você é autorresponsável quando falamos na preservação dos oceanos e do planeta Terra? Como anda sua reflexão sobre isso?
Vamos lutar juntos contra essa realidade?

Lembrando que:

“Juntos, podemos proteger e renovar os nossos oceanos”

.