04/02/2020 iGUi Ecologia 0Comment

Capivaras foto de Ignez Nachif Em Mato Grosso do Sul, a cidade de Três Lagoas, a 338 km da Capital Campo Grande, está de olhos abertos para o trânsito, mas não de carros e sim de capivaras! Os animais são muito comuns na região e a faixa de pedestre para as capivaras é uma maneira de avisar os motoristas que os animais podem atravessar a rua, sendo um alerta aos motoristas sobre os possíveis riscos de atropelamento desses animais.

A faixa não é semelhante ao de pedestre, ela tem o formato das patas da capivara, Capifaixas  Foto Hojemais na coloração amarela, para diferenciar da faixa de pedestre, chamando bastante a atenção pois as capivaras saem de noite em busca de alimentos. Além disso, existem placas de identificação sobre a travessia dos animais silvestres em dois idiomas, inglês e português.

O atropelamento de animais silvestres é um grande problema nas estradas brasileiras. Os corredores ecológicos, que são faixas de vegetação que tem por objetivo, ligar grandes fragmentos florestais ou unidades de conservação separados pela atividade humana, podem ser uma das alternativas para evitar os atropelamentos. Mas só existem 06 corredores no Brasil. Esse problema não é visto somente no Brasil, em muitos outros países, como nos Estados Unidos e Rússia os animais selvagens também enfrentam as mesmas dificuldades.