21/08/2020 iGUi Ecologia 0Comment

De acordo com a Science Friday, todos os anos, cerca de 45 milhões de americanos dependem de lentes de contato para ver o mundo com mais clareza, sendo que esse mercado gera cerca de $ 2,7 bilhões de dollares apenas no mercado americano. Todos os dias, essas lentes de plástico são jogadas fora pelos consumidores de várias maneiras e muitas vezes sem saberem qual vai ser seu destino final no ambiente.

Os cientistas da Arizona State University estão relatando o primeiro estudo nacional que mostra que os consumidores dessas lentes as descartam pelo ralo, na grande maioria, contribuindo sem saber para a poluição do plástico no planeta.

A equipe de pesquisa desta universidade apresentou seus resultados no 256º Encontro Nacional e Exposição da Sociedade Química Americana (ACS), realizado em Boston.

Segundo o diretor do Centro de Engenharia de Saúde Ambiental do Instituto Biodesign, Dr. Rolf Halden, a inspiração para o trabalho começou pela experiência pessoal, pois ele usou óculos e lentes de contato durante a maior parte da sua vida adulta, mas ele começou a questionar se alguém pesquisou o que aconteceria com essas lentes de plástico depois que sua vida útil acabasse?

Foi descoberto que 15 a 20 % dos usuários de lentes de contato jogam elas na pia ou no vaso sanitário, esse número é muito elevado pois só nos Estados Unidos cerca de 45 milhões de pessoas usam lentes de contato, o que equivale a 1,8–3,36 bilhões de lentes descartadas por ano.

As lentes que são levadas pelo ralo normalmente são transportadas para estações de tratamento de águas residuais, quando a cidade possui!! O estudoLentes de contato recuperadas no tratamento de água indicando mais um contaminante do meio ambiente mostrou que as estações de tratamento de efluentes fragmentam as lentes em microplásticos, que se acumulam no lodo de esgoto. Para cada dois quilos de lama de águas residuais, normalmente pode-se encontrar um par de lentes de contato, segundo a pesquisa. O uso do lodo de esgoto para fins agrícolas e florestais é uma técnica bastante utilizada pois fornece elementos químicos importantes para as plantas!

A entrada de lentes de contato transmitidas por águas residuais em ambientes aquáticos também é uma preocupação potencial, embora não tenha sido diretamente observada no estudo. No entanto, sabe-se que o escoamento de solos modificados com essas lamas de esgoto pode poluir as águas superficiais. Lentes de contato fragmentadas também podem passar pela estação de tratamento de águas residuais para entrar em águas superficiais como microplásticos contidos na água recuperada.

Esse estudo é muito desafiador pois primeiro, as lentes de contato são transparentes, o que torna difícil observá-las no ambiente complicado de uma estação de tratamento de águas residuais. Em segundo lugar, os plásticos incomuns usados em lentes de contato – uma combinação de poli (metilmetacrilato), silicones e fluoropolímeros para criar um material macio que permita que o oxigênio passe pelas lentes atingindo o globo ocular, não são rotineiramente selecionados para estudos de monitoramento ambiental. Assim, a poluição das lentes de contato evitou sua detecção até agora.

Vamos aos lembretes:

  • Jogue o lixo no lixo!
  • Verifique se o que há no seu lixo pode ser reciclado ou não!
  • Separe o lixo reciclado do comum.
  • Evite o consumo desnecessário… compre o que realmente você vai usufruir…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *