13/02/2019 iGUi Ecologia 0Comment

Já falamos em diversos textos sobre os efeitos do aquecimento global no meio ambiente:

Mas afinal o que é aquecimento global? Aquecimento global é o processo de aumento da temperatura média dos oceanos e da atmosfera. Parece simples, mas não é. O aquecimento global é um assunto muito complexo. Alguns cientistas discordam sobre o que causou o aumento das temperaturas que ocorreram durante o final do século XX. Alguns afirmam que as causas do aquecimento global são as flutuações naturais de temperatura do planeta: os gases do efeito estufa, como o dióxido de carbono (ou gás carbônico, CO2), as erupções vulcânicas e o aumento da atividade solar.

Outros cientistas acreditam que a ação humana tem acelerado esse processo, especialmente com a queima de combustíveis fósseis e mudanças no uso da terra, como o desmatamento, bem como de várias outras fontes secundárias. Essas causas são um produto direto da explosão populacional, do crescimento econômico, do uso de tecnologias e fontes de energia poluidoras e de um estilo de vida insustentável, em que a natureza é vista como matéria-prima para exploração. Os principais gases do efeito estufa emitidos pelo homem são o dióxido de carbono e o metano (CH4). Esses e outros gases atuam obstruindo a dissipação do calor terrestre para o espaço.

As consequências do aquecimento global são inúmeras e como o próprio nome já diz atingem o mundo todo: afetam os mares, provocando a elevação do seu nível e mudanças nas correntes marinhas e na composição química da água, verificando-se acidificação, dessalinização e desoxigenação. Interferem no ritmo das estações e nos ciclos da água, do carbono, do nitrogênio e outros compostos. Causam o degelo das calotas polares, do solo congelado das regiões frias (permafrost) e dos glaciares de montanha, modificando ecossistemas e reduzindo a disponibilidade de água potável. Tornam irregulares o regime de chuvas e o padrão dos ventos, produzem uma tendência à desertificação das regiões florestadas tropicais, enchentes e secas mais graves e frequentes. Tendem a aumentar a frequência e a intensidade de tempestades e outros eventos climáticos extremos, como as ondas de calor e de frio.

Temos que ser responsáveis pelos nossos atos e nosso consumo! A culpa é nossa!