16/03/2020 iGUi Ecologia

Dando continuação aos animais da Região dos Lagos, no estado do Rio de Janeiro, sede da iGUi Ecologia, vamos mostrar o macaco/sagui encontrado na região. Em sites especializados como o do ICMBio esses animais, que vamos descrever, são encontrados somente no interior do Brasil, mas precisamente no cerrado central, nos estados da Bahia, Minas Gerais, Goiás, Piauí, Maranhão e norte de São Paulo, mas encontramos por aqui também devido a introduções feitas pelo homem. Falaremos do sagui-de-tufo-preto (Callithrix penicillata)! Ele tem coloração escura na cabeça com uma mancha branca na testa, são super adaptáveis e habitam áreas de florestas que…

13/03/2020 iGUi Ecologia

A sede da iGUi Ecologia está situada na região dos lagos, no estado do Rio de Janeiro, e com isso vamos fazer uma série de textos sobre os animais dessa região… Vamos falar sobre o pernilongo-de-costas-brancas (Himantopus melanurus)! Calma, não é um inseto, é uma ave família Recurvirostridae. Seu nome científico significa: do (latim) himantopus = pássaro pernalta; com origem no grego himas, himantus = tira, correia; e pous = pé; e do (grego) melanurus com cauda preta, Pássaro pernalta com cauda preta. É uma ave que mede 38 centímetros de comprimento e são migratórias. Os jovens apresentam coloração semelhante…

12/03/2020 iGUi Ecologia

A importância dos mangues é extremamente vasta. Já fizemos vários textos relacionados a esse tema ( Manguezais: sua importância nas mudanças climáticas (jul/19) e Manguezal (jun/2016) ) Porém o instituto de pesquisa holandesa Deltares foi além. Eles fizeram um experimento no qual é possível verificar a importância da vegetação em relação ao impacto das ondas (veja o vídeo A importância dos Mangues contra ondas). Devido as suas raízes aéreas, a vegetação dos mangues absorve o impacto das grandes ondas, isso faz com que o solo permaneça preservado, não ocorrendo erosão e evita, ao mesmo tempo, o aumento da velocidade das…

06/03/2020 iGUi Ecologia

O nome Mudança Climática é o nome que se dá ao conjunto de alterações nas condições do clima da Terra. Estas variações dizem respeito a mudanças de temperatura, precipitação, nebulosidade e outros fenômenos climáticos em relação às médias históricas, podendo ser causadas por fontes naturais ou por fontes antrópicas (Homem). As causas naturais podem ser devido a radiações solares, a movimentos orbitais da Terra, El Niño e La Niña, vulcanismo entre outros e as causas antrópicas…. bem, a lista é grande, mas vamos lá: queima de combustíveis fósseis (derivados do petróleo, carvão mineral e gás natural) para geração de energia,…

02/03/2020 iGUi Ecologia 1Comment

O pangolim é um mamífero que vive na Ásia e África. Possui corpo recoberto de escamas bastante características, o que se assemelha ao nosso tatu. Mas também pode ser chamado de “tamanduá escamoso”, pois se alimentam principalmente, de cupins e formigas, que captura com sua língua longa e pegajosa. Existem oito espécies de pangolim, são elas: Pangolim-indiano (Manis crassicaudata) Pangolim-chinês (Manis pentadactyla) Pangolim-filipino (Manis culionensis) Pangolim-malaio (Paramanis javanica) Pangolim-gigante (Smutsia gigantea) Pangolim-comum (Smutsia temmincki) Pangolim-arborícola (Phataginus tricuspis) Pangolim-de-cauda-longa (Phataginus tetradactyla) Esses animais podem ser pequenos pesando somente 1,6 kg ou podem ser bem pesados chegando a pesar 33kg. Sua coloração…

28/02/2020 iGUi Ecologia

Muitos devem estar se perguntando, por que fazer um berçário de corais na Jamaica? Pois bem, o motivo é porque só resta 1/6 da cobertura original de corais no mar do caribe, segundo a Global Coral Reef Monitoring Network. Na Jamaica, após alguns desastres naturais e antrópicos (causados pelo Homem) os corais tiveram uma redução de 85%. Muitos cientistas chegaram a dizer que a maioria dos corais seriam substituídos por algas marinhas. Porém, graças ao projeto de reflorestamento marinho desenvolvido pelo biólogo Andrew Ross, os corais estão se recuperando. Ele trabalha na Seascape Caribbean (https://www.seascapecarib.com/) e o trabalho se baseia…

21/02/2020 iGUi Ecologia

Durante o carnaval, a conscientização ecológica não pode ficar de fora da festa! Destacamos alguns itens para você: Fantasias: lembre-se que essas “roupas” serão utilizadas poucas vezes durante ano, portanto utilizar produtos que podem ser recicláveis ou que se decompõem rapidamente ….. utilize sua imaginação! Plástico não é recomendável, além de não ventilar e provocar calor! Além disso, reutilize as fantasias velhas e crie novas! Confetes: Já mandamos um vídeo (vejam em nossas redes sociais) de fabricar confetes com folhas secas! Confira! Lixo: assim como no ano novo, o carnaval é uma época que se produz muitos resíduos, portanto leve…

15/02/2020 iGUi Ecologia

Você já se perguntou como surgiu o primeiro equipamento de mergulho com cilindro? Como os golfinhos conseguem desviar de barreiras no mar? E, a Amazônia que ninguém conhecia…. Jacques-Yves Cousteau, mas conhecido como simplesmente Jacques Cousteau, foi um oficial da marinha francesa, documentarista, cineasta e oceanógrafo mundialmente conhecido por suas viagens de pesquisa, a bordo do Calypso. Mas não foi somente isso ele juntamente com Émile Gagnan, inventaram o equipamento de mergulho autônomo que substituiu os escafandros, o Aqua Lung (regulador de demanda e cilindro de ar comprimido), com isso foi possível admirar e, nos mostrar, a incrível vida marinha!…

08/02/2020 iGUi Ecologia

A África está enfrentando literalmente nuvens de gafanhotos! De acordo com pesquisas realizadas, esse é o pior surto dos últimos 70 anos, que atinge as áreas rurais do Quênia, Somália e Etiópia. A Organização para a Alimentação e Agricultura (FAO) da ONU emitiu um alerta dizendo que essas nuvens ameaçam a segurança alimentar de toda a região. Mesmo com o controle iniciado pelas autoridades, será necessário um apoio financeiro internacional. Lembrando que os insetos podem se espalhar para outros países, como Sudão do Sul e o Uganda, com facilidade pois voam 150 quilômetros por dia! Mas, não é somente nesse…

04/02/2020 iGUi Ecologia

Em Mato Grosso do Sul, a cidade de Três Lagoas, a 338 km da Capital Campo Grande, está de olhos abertos para o trânsito, mas não de carros e sim de capivaras! Os animais são muito comuns na região e a faixa de pedestre para as capivaras é uma maneira de avisar os motoristas que os animais podem atravessar a rua, sendo um alerta aos motoristas sobre os possíveis riscos de atropelamento desses animais. A faixa não é semelhante ao de pedestre, ela tem o formato das patas da capivara, na coloração amarela, para diferenciar da faixa de pedestre, chamando…