06/05/2019 iGUi Ecologia 0Comment

Proibição de canudos e sacolas plásticas no Brasil

A questão do lixo não é mais uma novidade para nós, não é mesmo? Já falamos muitas vezes sobre o lixo e os danos causados por este vilão. Aqui você pode conferir algumas matérias:

Hoje vamos falar novamente sobre este assunto, mas agora de uma maneira mais positiva!

Nessas matérias vocês vão encontrar dados que mostram que o plástico é o principal dentre os vilões, principalmente os canudos e as sacolas plásticas. O que tem de bom e novo por aqui é que em breve os canudos e sacolas plásticas serão proibidos no Brasil. O que você acha desta proibição? Já parou para pensar nisso?

Esta semana a Comissão de Meio Ambiente (CMA) aprovou um projeto de lei sobre a proibição desses produtos no Brasil. E o melhor, sabe de onde surgiu esta brilhante ideia? De um cidadão brasileiro que fez a proposta por meio do portal e-Cidadania (http://www12.senado.leg.br/ecidadania). Você sabia que qualquer cidadão pode propor ideias legislativas neste portal? Basta entrar no link e seguir as instruções. Com 20 mil apoios, as ideias legislativas são transformadas em sugestões, que são analisadas pela Comissão de Direitos Humanos e Legislação Participativa (CDH) e podem virar projetos de lei. O que acha de pensar em alguma proposta?

A sugestão de proibição dos canudos e sacolas plásticas reuniu mais de 24 mil apoios, o que fez com que a ideia chegasse até a comissão e transformada no Projeto de Lei do Senado 263/2018.

Neste projeto de lei, “ficam proibidos a fabricação, a importação, a distribuição e a venda de sacolas plásticas para guardar e transportar de mercadorias, além de utensílios plásticos descartáveis para consumo de alimentos e bebidas, como é o caso dos canudos. A exceção é para as sacolas e utensílios descartáveis feitos com material integralmente biodegradável.”

As informações do texto são excelentes e de origem fidedigna, o que ajudou na aprovação deste projeto de lei. É muito importante ter argumentos pautados na verdade, através de estudos e relato de dados. No projeto são citados desde o consumo excessivo dos materiais até o descarte incorreto e quais os impactos gerados.

A sugestão ainda traz a substituição destes materiais de origem de petróleo para os “fabricados em material biodegradável de origem renovável”. Com isso a decomposição do material diminui para no máximo 180 dias!! Imaginem só, materiais que demoram em torno de 300 anos para se decompor, desaparecerem em torno de 180 dias! Isso é sensacional!

De acordo com o Banco Mundial, o Brasil é o 4º maior produtor de lixo plástico no mundo, com 11,3 milhões de toneladas por ano, ficando atrás apenas dos Estados Unidos, China e Índia. Mas o pior disso é que do total gerado, cerca de 91% são coletados, mas apenas 1,28% são efetivamente reciclados, percentual bastante inferior à média global de 9%.

Segundo o relator do projeto, se o plástico petroquímico for substituído pelo biodegradável de origem renovável, o número de plásticos encaminhados aos aterros sanitários diminuirá e aumentará a vida útil do aterro e diminuirá o ciclo de vida do produto.

Este projeto de Lei já segue no plenário e está a um passo de ser concretizado, você pode ajudar nesta causa votando no link: https://www12.senado.leg.br/ecidadania/visualizacaomateria?id=133434.

Enquanto o projeto de lei está em processo de aprovação no plenário, nós podemos substituir o uso de sacolas plásticas por bolsas de pano, sacos de papel ou por caixas de papelão, por exemplo.

E como podemos substituir os canudos? Neste caso vou contar uma curiosidade sobre o produto, os canudos foram inventados para facilitar a vida de pessoas com deficiência, sendo muito útil na acessibilidade para tomar líquidos, pois algumas pessoas não conseguem segurar ou virar o copo em direção a boca, aqui o uso do canudo é indispensável, mas podemos substituir os de plásticos por canudos de bambu, metal ou vidro, e caso você não precise dessa acessibilidade que tal tomar o liquido direto no copo? Aposto com você que o sabor do seu suco bem gelado, ou então da água fresquinha vai ser muito melhor se você estiver contribuindo com o meio ambiente!

No YouTube abaixo você pode conferir a defesa do projeto de lei.