09/12/2015 iGUi Ecologia 2Comment

De acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS), agrotóxicos, ou pesticidas, são compostos químicos utilizados na agricultura para matar as “pragas”, incluindo insetos, roedores, fungos e plantas indesejáveis (ervas daninhas). Também são usados em saúde pública para matar vetores de doenças, como mosquitos. Em 1874 foi sintetizado o primeiro agrotóxico: o DDT, mas só em 1939 foi descoberta sua propriedade inseticida e após a Segunda Guerra Mundial teve ampla utilização, a chamada “Revolução Verde” visando promover a agricultura e acabar com a fome no mundo. No Brasil a “Revolução Verde” chegou em meados da década de 60 e foi…

30/11/2015 iGUi Ecologia

Reciclagem é o processo de converter material que seria descartado em produtos novos e utilizáveis. Conceitualmente reciclar um material é transformá-lo em uma nova matéria prima para obter o mesmo produto final, por exemplo, uma lata de alumínio usada seria convertida em uma nova lata de alumínio. No entanto esse processo é muito caro e complexo para alguns materiais e, nesses casos, é feito o reaproveitamento dos materiais: um material já beneficiado é transformado em outro, por exemplo, uma garrafa PET usada é transformada em matéria bruta que vai dar origem a uma camiseta. Esses conceitos são muitas vezes confundidos,…

12/11/2015 iGUi Ecologia

Ao longo da história os seres vivos têm se espalhado para novas regiões através de processos naturais de dispersão e migração, porém com a influência do homem, as espécies têm se movido mais rápido e para lugares mais distantes. Todas as regiões do planeta possuem espécies exóticas, na Antártica estima-se que já existam 200 espécies de plantas, animais e micróbios provenientes de outros continentes. Espécie exótica é toda espécie que se encontra fora de sua área de distribuição natural, normalmente elas não conseguem se estabelecer porque no ambiente estranho elas não conseguem suprir suas necessidades vitais. Entretanto uma porcentagem das…

03/11/2015 iGUi Ecologia

Vamos aprender mais com os nossos estudantes? A iGUi está fornecendo bolsas de iniciação científica para 5 alunos de graduação. Os alunos terão um ano para desenvolver suas pesquisas e continuar com um bom rendimento no histórico escolar. Neste mês conheceremos o estudo da aluna de Oceanografia Mariana D. Bastiani, sob orientação do prof. Dr. Leonardo Rörig, que estudará a “Biorremediação de poluentes inorgânicos (N, P) na lagoa da Conceição/SC utilizando a macroalga Ulva lactuca.” O crescimento populacional e o avanço desordenado da ocupação urbana nas regiões costeiras, aliados à intensificação das atividades industriais, representam um aumento da influência humana…

27/10/2015 iGUi Ecologia 1Comment

O homem conseguiu, e ainda consegue, modificar o ambiente onde vive das mais variadas formas e essas modificações não se restringem ao ecossistema terrestre. O ambiente aquático, principalmente rios e lençóis freáticos, também estão sujeitos a modificações. Apesar do homem depender da água para várias atividades, inclusive para a manutenção da vida terrestre, o ambiente aquático sofre impactos negativos da ação humana, muitas vezes tornando a água imprópria para o consumo. Os conceitos de água poluída e água contaminada são usados erroneamente como sinônimos sendo importante destacar a diferença entre eles. A água poluída contém substâncias que provocam alterações físicas e…

20/10/2015 iGUi Ecologia 1Comment

Quase todas as atividades humanas dependem da água. Nós a usamos para o lazer, produção de alimentos, transporte, agricultura entre outras atividades. Porém, grande parte dos resíduos tóxicos industriais e do esgoto doméstico são lançados diretamente na água e, sem nenhum tipo de tratamento essa poluição, além de inviabilizar a utilização da água, pode alterar todo o ecossistema aquático. A grande preocupação é que a quantidade de água no planeta é constante. A água que brota nas nascentes, que desce os rios ou cai nas chuvas, faz parte do ciclo da água e a parte disponível para o consumo é…

14/10/2015 iGUi Ecologia 2Comment

Pegada ecológica… vamos entender o que é? O conceito de pegada ecológica foi publicado em 1996 no livro “Pegada ecológica – reduzindo o impacto do ser humano na Terra” e consiste em uma metodologia para avaliar o quanto de recursos naturais nós utilizamos para sustentar nosso estilo de vida. A pegada ecológica corresponde ao tamanho, em hectares, das áreas produtivas necessárias para gerar produtos, bens e serviços que sustentam os estilos de vida de cada pessoa contabilizando os recursos naturais biológicos renováveis (grãos e vegetais, carne, peixes, madeira e fibras, energia renovável etc.), segmentados em Agricultura, Pastagens, Florestas, Pesca, Área…

07/10/2015 iGUi Ecologia

Estas e muitas outras questões envolvendo o “Planeta vermelho” vem impulsionando as novas descobertas neste tão longínquo e fascinante planeta. Atualmente a sonda Curiosity esta mapeando a superfície de marte, ela foi lançada em novembro de 2011 e alcançou Marte em agosto de 2012. Ela comprovou este ano a existência de água em estado líquido, embora a superfície do planeta possa estar a uma temperatura de -70º C a ocorrência de sais na sua superfície diminui o seu ponto de congelamento permitindo assim que a água permaneça no estado líquido. Ainda não há comprovação de vida em marte, mas a…

05/10/2015 iGUi Ecologia

Você sabia que o sabiá-laranjeira (Turdus rufiventris) é considerada a ave nacional do Brasil! E o Brasil é considerado o terceiro país em diversidade no mundo! Atualmente existe o birdwatching (observação de pássaros), que começou na Inglaterra do século XVIII. É um passatempo famoso no mundo inteiro, com milhões de adeptos e no Brasil não é diferente. As pessoas vão até o habitat natural das aves para escutar seu canto e observar seu voo, sendo que cada passo é registrado com uma fotografia. Cada vez mais as pessoas gostam de ver as aves voando e cantando em seu habitat natural!…

04/10/2015 iGUi Ecologia

É uma das datas mais importantes em nosso calendário. Estamos aqui somente por causa dela! Tudo ao nosso redor é feito, de uma maneira ou de outra, com a fonte primária que ela nos forneceu. Essa data serve para que possamos nos conscientizar o quão importante é a sua preservação. Em pouco tempo conseguimos mudá-la: poluímos seus rios, mares e o ar que respiramos… desmatamos, queimamos sua flora…. traficamos, caçamos e extinguimos sua fauna. Mas não pensamos que todos esses acontecimentos um dia irão se voltar contra nós como, por exemplo, a crise hídrica, o aquecimento global e o acúmulo…